domingo, 3 de janeiro de 2010

Qual é o tamanho da sua vontade?

Final de ano é sempre a mesma coisa, a maioria das pessoas faz pedidos e compra presentes de natal; torce e quer um ano seguinte melhor e mais cheio de amor.

As pessoas, sinceramente, desejam e vibram um Ano Novo repleto de bons sentimentos e boas ações, mas será que fazem da noite de sonhos da virada com fogos, champagne, desejos e sorrisos tornar-se realidade nos 365 dias subsequentes?

Um Ano Novo melhor está longe de ser um país ou um mundo muito diferente do que vivemos no ano anterior. Devemos ter a consciência de que as mudanças sempre devem existir, porém são lentas.

Para mudar, precisamos nos focar. De nada adianta assistir a retrospectiva do ano, manear a cabeça e titubear algumas meias palavras sobre o mundo não ter mais jeito e ser só uma questão de tempo para um novo apocalipse acontecer. Besteira! Sempre temos um tio que fala isto nos almoços de família, e acha que está com a razão.

Conheço alguns que dissipam aos quatro ventos, para quem quiser ouvir, que o mundo está em uma situação alarmante, que já é tarde para o ser humano recuperar o tempo perdido em guerras, disputas, corrupções.

Vamos olhar para frente e ver o que se pode fazer hoje. O que foi feito, infeliz ou felizmente, está feito.

Não quero, com minhas palavras, passar a ideia de esquecimento perante ao caos que o mundo ainda vive com guerra, política suja, fome. Muito pelo contrário, acredito que é necessário focar energias em atitudes que valham a pena em âmbito pessoal e social, deixar de opinar e reclamar sem propriedade, isto é, parar de reclamar sem um objetivo.

Lembre-se, então, das palavras proferidas por aquele tio nos almoços em família, por exemplo, quando ele fala que se fosse presidente da república faria muito mais pela sociedade ou que o país não estaria como ele está hoje. Precisamos de atitudes e não discursos vazios.

Em um de seus textos, Nizan Guanaes faz referência a este espectador da vida. “Toda família tem um tio batalhador e bem de vida. E, durante o almoço de domingo, tem que aguentar aquele outro tio muito inteligente e fracassado contar tudo que ele faria, se fizesse alguma coisa.”

Antes de mais nada, lembre-se que existe muito mais pessoas boas do que você imagina, basta olhar para os lados, dentro da sua casa, nas ruas, nos hospitais, nos abrigos para crianças carentes e idosos. Pessoas que ajudam com alimentos, com roupas, com trabalho voluntário, com palavras.

As mudanças são lentas e pequenas. Geralmente, toda mudança começa de dentro para fora, ou seja, dentro de nós.

Disse Bill Gates. “Se você quer mudar o mundo, comece arrumando o seu quarto.”

Todos os dias, de alguma forma, somos chamados a ajudar. Contraditoriamente, o ato de ajudar é a ação mais gratificante de todas e uma ação que muitos ainda desconhecem.

Para melhorar algo, você precisa estar melhorado, ou seja, você precisa ter recebido críticas e ter amadurecido como ser humano. Mais do que isso é estar em processo constante de melhora e crescimento.

Para que isto aconteça, deixe vícios de lado, entre naquela aula de dança de salão que desde seus 15 anos você tinha vontade, mas lhe faltava coragem ou você não conseguia otimizar seu tempo, crie coragem para falar “eu te amo” ao acordar para seu companheiro (a), tente sorrir para alguém que vive de mau humor, escreva uma carta para um antigo amigo (a), doe palavras de vida para pessoas que você convive, ouça com vontade aquele que te ama.

São algumas simples mudanças que podem auxiliar, realmente, o início de um melhor ano para você e aqueles que estão a sua volta.

A mudança é simples, mas, se você conseguir, verá que é profunda.

Disse Madre Teresa de Calcutá. “Nesta vida, não podemos realizar grandes coisas. Podemos apenas fazer pequenas coisas com um grande amor”.

Eu ainda insisto, você realmente deseja um melhor e mais Feliz 2010?

Vamos agilizar a arrumação do nosso quarto.

Grande Abraço!
Por Fernanda

5 comentários:

  1. oi Fe, creio que as pessoas devem sim dar pequenos passos para a melhoria pessoal e com isso ser mais feliz, desistressar e evitar doenças do stress. É bom participar, com vc, dessa mudança
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Eu verdadeiramente acredito que pequenas mudanças são atos de coragem.

    Obrigada pelo apoio!

    Grande Beijo!:)

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Em outras palavras rs ... não basta ter sonhos ... tambem é preciso disciplina pra realizar! bjus querida! tenha uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  5. Oi Nanda! Que bom ter seu comentário aqui! Fico feliz. Percebi em seu blog (http://nandapatrocinio.blogspot.com/) que você pensa assim também!

    Ótima semana!

    ResponderExcluir